Aranhas

As aranhas gostam de esconderijos

São mais de 30 mil espécies de aranhas conhecidas que apresentam 4 pares de pernas, cores variadas e tamanhos que vão de 0,5 mm até 10 cm de comprimento do corpo. A grande maioria têm 8 olhos porém, podem apresentar 6, 4, 2, ou mesmo nenhum sendo que algumas aranhas de caverna são cegas.

De todas as espécies de aranhas,  20 a 30 têm veneno considerado tóxico para o homem. Algumas tem maior importância pelo risco que representam a saúde humana, causando acidentes que podem levar a morte. Sendo elas:

  • Aranha Marrom (Loxosceles spp)
  • Aranha Armadeira (Phoneutria spp)
  • Aranha Viúva Negra (Lactrodectus spp)

Hábitos

As aranhas são animais carnívoros de vida livre, geralmente, vivem solitárias e são predadoras. Alimentam-se principalmente de insetos. Existem cerca de 30.000 espécies conhecidas, e dentre elas, de 20 a 30 têm veneno considerado tóxico para o homem.

Seus predadores naturais são os pássaros, lagartixas, sapos, rãs, outras aranhas, etc. As aranhas de maior importância médica são a Loxosceles, conhecida como aranha marrom, e a Phoneutria, conhecida como aranha armadeira.

As aranhas marrons não são agressivas, vivem sob cascas de árvores e folhas secas de palmeiras. Nas residências, abrigam-se em pilhas de tijolos, telhas e entulhos  ou ficam alojadas atrás de móveis, quadros, rodapés soltos, cantos de parede e outros locais que não são limpos com frequência. As armadeiras, no entanto, são agressivas e levam o nome, justamente, pelo bote que armam quando se sentem ameaçadas. Ela vive em bananeiras, terrenos baldios, zonas rurais e próximas às residências.

Outras espécies de aranhas são as de grama, que vivem em jardins, gramados, pastos e campos e fogem quando molestadas, e as aranhas caranguejeiras, que vivem sob troncos caídos e pedras, em cupinzeiros, junto de raízes de grandes árvores e em pastos.

A aranha marrom, a armadeira e a caranguejeira têm hábitos noturnos; já as aranhas de grama são ativas durante o dia e a noite. As aranhas peçonhentas para o homem, em geral, não vivem em teias, e quando as fazem, são irregulares e não tem forma geométrica.

 

Questões de saúde 

As aranhas peçonhentas injetam veneno por meio de um par de glândulas que se encontra em suas peças bucais. A gravidade do envenenamento vai variar de acordo com o local da picada, a sensibilidade de cada pessoa, entre outros fatores, e a indicação é procurar por assistência médica.

Os acidentes com a aranha marrom, geralmente, ocorrem no verão em ambiente domiciliar, em situações que a aranha se esconde em uma vestimenta ou toalha e acaba sendo prensada contra a pele da vítima.

Já os acidentes com aranhas armadeiras ocorrem, em geral, durante a manipulação de frutas ou ao calçar sapatos, em locais onde estas aranhas costumam se abrigar. No caso das aranhas de grama, elas picam ao serem pisadas ou quando impossibilitadas de fugir.

 

Como evitar aranhas

» Manter limpos quintais, jardins, sótãos, garagens e depósitos, evitando acúmulo de folhas secas, lixo e demais materiais como entulho, telhas, tijolos, madeiras e lenha;
» Ao manusear materiais de construção, usar luvas de raspa de couro e calçados, pois nestes materiais elas podem estar abrigadas;
» Rebocar paredes e muros para que não apresentem vãos e frestas;
» Vedar soleiras de portas com rolos de areia;
» Usar telas em ralos do chão, pias ou tanques;
» Acondicionar o lixo em recipientes fechados para evitar baratas e outros insetos, que servem de alimento a aranhas;
» Realizar roçagem de terrenos;
» Remova todas as teias de aranha que encontrar e limpe o teto a cada 15 dias passando uma vassoura com um pano úmido;
» Preservar os inimigos naturais: aves de hábitos noturnos – coruja, joão-bobo, lagartos, sapos, galinhas, gansos, macacos, quatis, etc (na zona rural).

 

Medidas para o controle de aranhas

O controle de aranhas é uma atividade que requer um bom conhecimento das espécies pragas que estão no ambiente, bem como a correta escolha do produto mais adequado para obter o melhor resultado, para obter o sucesso no controle de aranhas é importante contar com os serviços de uma boa empresa especializada no controle de pragas.

 


Aranha Marrom
Aranha Marrom

Aranha Marrom

Esta espécie Loxosceles, mais conhecida como aranha marrom, possui cor amarelada, sem manchas. Os pêlos são poucos, curtos, quase invisíveis.
Seu tamanho normal é de aproximadamente 3 a 4 cm de comprimento, incluindo as pernas. O corpo atinge de 1 a 2cm.
Essas aranhas vivem em teias irregulares, semelhantes a um lençol de algodão, construídas em tijolos, telhas, tocos de bambu, barrancos, cantos de parede, garagens, geralmente em lugares escuros. Não são agressivas e os acidentes são raros, porém geralmente graves.
Os primeiros sintomas de envenenamento são uma sensação de queimadura e formação de ferida no local da picada.
O tratamento é feito com soro antiaracnídico ou antiloxoscélico.

 

Aranha armadeira
Aranha armadeira

Aranha Armadeira

No Brasil temos 6 espécies da Phoneutria, mais conhecida como aranha armadeira, são grandes, agressivas e possuem cor cinza ou castanho escuro, têm pelos curtos no corpo e nas pernas.
Pode atingir até 15 cm de uma de perna a outra. O corpo atinge de 4 a 5 cm.
Elas são solitárias e não fazem teias, são encontradas em lugares escuros. Podem entrar por debaixo das portas das residências, escondendo-se dentro de calçados e etc.
Possuem maior atividade noturna, período em que estão em busca de alimento. São comuns os acidentes dentro de residências e nas suas proximidades, ao revirar materiais acumulados como material de construção, entulhos, lenhas e também podem ser encontradas em meio a vegetação. Em crianças e pessoas idosas os acidentes podem representar sérios riscos inclusive evoluindo para óbito.
O sintoma predominante é uma dor intensa no local da picada.
O tratamento em geral consiste de aplicação local de anestésico e, em casos graves deve aplicar soro antiaracnídico.

 

Aranha Viúva Negra
Aranha Viúva Negra

Aranha Viúva Negra

No Brasil ocorrem 3 espécies facilmente reconhecidas pelo abdômen preto com manchas vermelhas e com uma mancha no ventre em forma de ampulheta, são pequenas e pouco agressivas, as fêmeas são maiores que os machos. A fêmea desse tipo de aranha apresenta o corpo de aproximadamente 1 cm de comprimento e 3 cm de envergadura de pernas; o macho de 3 a 6 mm. Habitam jardins, parques, gramados e podem ocultar-se nas residências em baixo de bancos, mesas e corrimões. Têm hábitos sedentários, ou seja, depois que se instalam em um local dificilmente se mudam, fazem teias irregulares e não são agressivas. Podem causar acidentes ao serem provocadas ou pressionadas.

Têm comportamento noturno e constroem teias irregulares, habitam jardins, parques, gramados e plantações e podem abrigar-se nas edificações. No Brasil os acidentes são mais comuns na região Nordeste, principalmente no Estado da Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte e Sergipe.

 

Fique por dentro
Inscreva-se e receba novidades e conteúdos exclusivos sobre como proteger seu patrimônio e se livrar das pragas.
Já visitou nosso blog?
Chegou a Primavera: veja como se preparar contra as pragas

Chegou a Primavera: veja como se preparar contra as pragas

Primavera não é só a estação das flores, mas também do aumento das pragas. Com as temperaturas mais quentes, esses seres tão indesejados aparecem sem pedir licença pois a umidade do ar é elevada e as condições climáticas mais propícias para a reprodução.  É ainda nesse período que ocorre a transição de muitas delas

Coronavirus - Sanitização e desinfecção de ambientes - Indaiatuba e São Paulo

Coronavírus: sanitização e desinfecção de ambientes, por que fazer?

Fazer uma boa faxina em casa ou na empresa e usar produtos de limpeza variados. Isso garante um ambiente limpo, certamente. Mas não garante um ambiente totalmente livre de bactérias, ácaros, fungos e vírus que são prejudiciais à saúde e causam doenças. Atualmente, o mais temido é o Coronavírus. Quando trata-se de um lugar