Carrapatos

Hábitos

Os carrapatos são artrópodes da ordem dos ácaros. São ectoparasitas (parasitas externos), e são também hematófagos, por se alimentarem do sangue de seus hospedeiros, sendo responsáveis pela transmissão de várias doenças.
O carrapato possui forma oval e quando não está alimentado tem a forma plana, mas depois de se alimentar fica esférico. Geralmente os carrapatos parasitam animais silvestres e domésticos, e até mesmo o homem.

Ciclo de vida

Seu ciclo de vida é composto por quatro estágios: ovo, larva, ninfa e adulto. As fêmeas sempre precisam alimentar-se de sangue para uma boa maturação dos ovos, já os machos raramente o fazem.
O acasalamento se dá fora do hospedeiro, sendo que a fêmea ovipõe algumas centenas de ovos após cada repasto sanguíneo, em cada ciclo gonotrófico (ciclo completo de desenvolvimento ovárico da fêmea do carrapato). Trata-se de estratégia de sobrevivência, especialmente para as espécies nidícolas (os filhotes saem do ovo sem estar completamente desenvolvidos) que dependem da presença, nem sempre freqüente, de seus hospedeiros. Exceções ocorrem, por exemplo, nos gêneros Antricola eOtobius, que na fase adulta, possuem peças bucais não funcionais e, portanto, a fêmea ovipõe sem alimentação (autogenia obrigatória).
Algumas espécies   para conhecer mais clique na espécie.
Carrapato Vermelho
Carrapato Estrela
Carrapato de Galinha
Carrapato de Boi

 

Importância para a saúde

Esses animais são prejudiciais tanto para os animais quanto para o homem, causando lesões na pele, sua saliva produzindo efeitos tóxicos, causando anemia pela perda de sangue e até transmitindo doenças como: Febre Maculosa, Babesiose, Doença de Lyme e Ehrlichiose.
Pode também causar paralisia em cães. Soma-se aos problemas sanitários o incômodo que causa ao se desprender dos cães, espalhando ovos e larvas pelo ambiente, nas paredes, churrasqueiras, móveis e canis, onde são facilmente encontrados.

Medidas Preventivas

Lavar com frequência os abrigos de animais domésticos, passando desinfetante após a lavagem;
Vistoriar com frequência os animais domésticos, principalmente quando estiverem inquietos e com muita coceira;
Vedar frestas e buracos em pisos e paredes, principalmente, quando localizados nos abrigos de animais domésticos;
Manter aparada a vegetação de jardins e quintais, não permitindo o crescimento de capim próximo às residências;
Controlar os carrapatos dos animais domésticos com a orientação de um médico veterinário.

Fique por dentro
Inscreva-se e receba novidades e conteúdos exclusivos sobre como proteger seu patrimônio e se livrar das pragas.
Já visitou nosso blog?

Saiba como se prevenir das pragas urbanas durante a primavera

Chegou uma  das  épocas mais esperadas: a primavera, que costuma ter um clima ameno, trazer chuvas para nossos reservatórios que tanto precisam, além das flores. Mas, o que muitas pessoas ignoram é que apesar de ser uma época deliciosa também é muito perigosa pois é o período perfeito para proliferação de algumas pragas urbanas.