Moscas

Moscas: incômodo e sujeira

 

Existem milhares de espécies de moscas, sendo a mosca doméstica a mais comum entre elas em áreas urbanas. Algumas espécies são transmissoras de patógenos, que podem causar doenças quando pousam em locais contaminados e posteriormente em superfícies que utilizamos.

 

Algumas das doenças associadas às moscas são: gastroenterites, febre tifóide, tuberculose, salmoneloses, parasitoses, miiases etc.

Principais espécies

 

Mosca Doméstica (Musca domestica);

Mosca Doméstica Pequena (Fannia canicularis);

Mosca dos Ralo (Psychodidae);

Mosca Varejeira (Crysomya megacephala)

Mosca de Frutas (Drosophila spp);

Hábitos

Existem muitas espécies de moscas, porém as mais encontradas nas áreas urbanas são a Musca domestica, conhecida como mosca doméstica, e a Chrysomya sp, mais conhecida como mosca varejeira. Elas alimentam-se de fezes, escarros, pus, produtos animais e vegetais em decomposição, açúcar, entre outros.

 

A mosca lança uma substância sobre o alimento para transformá-lo em líquido e assim poder ingeri-lo, pois não consegue colocar nada sólido para dentro do organismo. É ativa durante o dia e repousa à noite.

 

Preferencialmente, pousam sob superfícies estreitas e longas (fios elétricos, galhos de árvores, rachaduras de paredes, etc.). Os locais por elas visitados apresentam manchas escuras, produzidas pelo depósito de suas fezes, e manchas claras, provocadas pelo lançamento de saliva sobre o alimento.

Questões de saúde

 

As moscas domésticas são importantes vetores mecânicos, isto é, podem veicular microrganismos em suas patas e pousarem nos alimentos, deixando neles agentes causadores de várias doenças, como distúrbios gastrointestinais.

Como evitar as moscas no ambiente

 

» Locais com acúmulo de material em decomposição;

» Áreas de manipulação de alimentos sem telas nos acessos;

» Abrigos e cercados de animais;

» Locais com acúmulo de gordura;

» Áreas de descarte de lixo;

» Encanamentos e ralos sujos;

» Locais com alimentos expostos;

 

Medidas para eliminar a presença de moscas

 

O combate ideal das moscas é realizado através de saneamento ambiental, isto é, na eliminação das condições que propiciam a existência de locais onde se acumule lixo, restos alimentares, matéria orgânica em decomposição, etc. Para isto, devemos executar as seguintes medidas:

 

» Acondicionamento correto do lixo, dentro de sacos plásticos, em latas limpas com tampas adequadas, de preferência sobre estrado, para que não fique diretamente em contato com o solo;

» Não jogar lixo a céu aberto ou em terrenos baldios, pois atrairão moscas para o local e, consequentemente para todas as casas da vizinhança;

» Só colocar lixo para coleta uma hora antes do coletor passar;

» Se enterrado, o lixo deve receber uma cobertura de terra compactada de no mínimo 30 cm;

» Acondicionamento correto dos alimentos (em potes ou latas bem fechadas);

» Lavagem frequente de áreas ou recipientes com qualquer tipo de resíduo orgânico (fezes de animais, restos alimentares, e outros), de forma a manter o ambiente sempre limpo;

» Não manter criações rurais em áreas residenciais.

 

Medidas para eliminar a presença de moscas

 

Caso esteja convivendo com estes insetos dentro de sua residência, existem telas do tipo mosquiteiros que ajudam a manter as moscas afastadas.

No caso de grandes infestações ou dificuldade em resolver o problema, consulte uma empresa especializada.

Fique por dentro
Inscreva-se e receba novidades e conteúdos exclusivos sobre como proteger seu patrimônio e se livrar das pragas.
Já visitou nosso blog?

Saiba como se prevenir das pragas urbanas durante a primavera

Chegou uma  das  épocas mais esperadas: a primavera, que costuma ter um clima ameno, trazer chuvas para nossos reservatórios que tanto precisam, além das flores. Mas, o que muitas pessoas ignoram é que apesar de ser uma época deliciosa também é muito perigosa pois é o período perfeito para proliferação de algumas pragas urbanas.